Archive | Estética RSS feed for this section

Os piores looks de academia

24 Jun

Hoje vou sair um pouco do tópico da minha dieta de cutting (que por sinal vai muito bem, obrigada!) pra falar de um assunto mais leve e até engraçado: roupas que a galera usa na academia que deveriam ser banidas.

Resolvi escrever sobre isso porque é algo que eu penso diariamente quando vou a academia. É incrível como tem gente que perdeu totalmente a noção do ridículo e praticamente pede para que os outros tirem sarro. Na semana passada, por exemplo, fui a uma aula de circuito e na sala ao lado estava rolando uma aula de dança super animada e bombando de mulheres na faixa dos 40 anos. Como as salas são separadas apenas por um vidro, logo comecei a reparar na aula de dança e em segundos percebi que metade das mulheres estava usando polaina. Acho meio ridículo, ainda mais quando faz o calor que fazia naquele dia, mas beleza. Era uma aula de dança e a mulherada provavelmente queria se sentir no clima de uma aula em uma academia de ballet. Mas foi então que vi “o ser” que estava bem na fila da frente, dançando como se o mundo fosse acabar. Uma mulher já na meia idade com uma roupa de garotinha de 12 anos no treino de tênis. Top rosa, sainha rosa bem curta, polaina (obvio!) e pasmem: bonezinho rosa! Me deu muita vergonha alheia e tentei nem olhar mais para ela. Segui no meu treino de circuito. Foi então que, no intervalo da segunda volta do circuito, um cara que estava na minha sala comentou sobre a animação na sala do lado e uma menina não se conteve e comentou: “bem animada mesmo, principalmente a tiazinha com complexo de barbie”. Lógico que todo mundo começou a rir, incluindo o professor, e foi a brecha para todos começarem a comentar o look da mulher. Nossa, a orelha dela deve ter queimado. E no final de 2 minutos só criticando o look da coitada, a conclusão da sala foi de que ela provavelmente era carioca, já que as cariocas são meio sem noção com roupa de academia.

Hoje, o mesmo tipo de situação voltou a se repetir. Estava na sala de musculação e surge uma mulher bizarra, mega forte, com um tope ridículo, cheio de recortes no tecido e com uma manga comprida com estampa de onça. Pelo amor de Deus!!!! Da onde a mulher tirou aquele tope? Mais uma vez senti aquela baita vergonha alheia.

Continuei treinando e fui reparando que todo mundo da academia ficava olhando pra mulher. Foi até constrangedor.

E praticamente todos os dias me deparo com situações como essa e me pergunto se essas mulheres não tem espelho em casa (ou pelo menos um marido que dê um toque!).

E sabe o que eu já saquei?: que normalmente as mulheres com mais auto-confiança são as que mais pecam no look. Talvez por se acharem muito gostosas e quererem mostrar o corpo a qualquer custo. A tiazinha com complexo de Barbie tinha o corpo até que bem bacana. Com uma roupa normal, ficaria super bem.

Outro exemplo: as panicats. Vcs já perceberam que elas só treinam com aqueles macacões que são a coisa mais feia da face da terra? Porque, meu Deus?

Esses macacões, junto com as polainas e o animal print exagerado deveriam ser proibidos. Todo mundo acha feio, só quem usa que não.

E para fechar esse post que tem um “q” de revolta, seguem as fotos mais medonhas de look fitness que encontrei na internet.

1) A mulher que foi engolida por um animal não identificado (ou foi ela quem engoliu o animal?).
Detalhes dos meiões. Outro item da lista dos mais ridículos.

Look 2

2) Macacão com um ombro só? Não dá! Duas coisas horrorosas em um modelito só.
Não dá pra ver muito bem na foto, mas o meião dela vai até o joelho. Ou será que é uma polaina? OMG!

Look 5

3) Top com recorte em coração. Puta que pariu! Jura que tem gente que compra isso?
A calça rosa bebê combinando fecha o look com chave de ouro.

 

top medonho

 

4) Animal print exagerado com polaina até o joelho que mais parece uma bota.
Será que essa polaina aumenta a performance? Só pode ser! Não tem outra explicação que justifique essa falta de gosto.

Look 4

 

5)  Essa não tem nem como comentar. Ganhou o troféu “Pior vestida da academia”.
Não sei nem o que é pior: macacão com sainha rosa ou o tênis com saldo interno, também rosa.
Jura que tem coragem pra pisar fora de casa com essas roupas? Pelo amor de Deus!!!!! Essa garota não tem amigas?

Look 3

 

OBS: Não tenho nada contra nenhuma dessas meninas das fotos que selecionei, só aconselho fortemente que elas revejam seus conceitos em relação a moda fitness.
Não dá, né mulherada?!!!!!

Passou dos 30? Bora cuidar da pele!!!!

14 May

Confesso que nunca gostei muito de cuidar da pele. Sempre cuidei da dieta e há 10 anos passei a praticar exercícios regularmente, mas nunca fui de comprar creminhos e me dedicar a uma rotina de beleza diária.
Porém, depois dos 27-30 anos percebi que minha pele começou a perder elasticidade e pequenas rugas próximas da área dos olhos surgiram. Dai sabe como é….não dá pra deixar pra lá e chegar aos 40 acabada, né? E provavelmente é isso que acontecerá com quem não cuida da pele.

cuidando da peleCom isso em mente resolvi marcar uma consulta com uma dermatologista dessas bem conhecidas em São Paulo, mas adivinhem? Só consegui marcar consulta para daqui 2 meses e pagando a bagatela de R$700!!! Bom, acho que o investimento até vale se for para ter uma pele mais bonita, mas realmente não estou afim de esperar 2 meses para começar a fazer o que já deveria estar fazendo há muito tempo.

O jeito foi fazer como muitas mulheres fazem e fui pra internet dar uma pesquisada. A ideia era buscar “o mínimo que tenho que fazer para ter a pele bonita aos 30” e sinceramente achei que encontraria muitas opiniões diferentes e teria que escolher o que fazer (pois não daria para fazer tudo ao mesmo tempo). Mas pasmem: em 80% das páginas que visitei as dicas eram as mesmas, que são as seguintes:

CUIDADOS PARA A FACE:

1) Limpe o rosto:
Uma pele limpa é a base para que qualquer creme atue, além disso, a pele suja propicia o surgimento de cravos e espinhas. Faça a limpeza duas vezes ao dia, antes de aplicar qualquer outro creme.
Para fazer essa limpeza eu comprei a loção da Cetaphil que é super indicada por dermatologistas. Também comprei as toalhinhas humedecidas da mesma marca, para aqueles dias de mega preguiça ou quando vc estiver atrasada e tiver que fazer tudo rapidinho.

2) Passe um hidratante com vitamina C pela manhã:
Hidratar a pele é fundamental, mas depois dos 30 é necessário que o hidratante tenha “algo a mais”, para combater os radicais livres (um dos causadores do envelhecimento precoce). Por isso, aposte em cremes com vitamina C, que auxiliam a amenizar o aparecimento de manchas, tem ação cicatrizante (para quem tem espinhas), renovam a pele e retardam o aparecimento de rugas.
Apostei no creme Active C UV, da La Roche-Posay, pois é uma marca boa e estava em promoção (sim, se cuidar gastando pouco é melhor ainda!)

3) Passe filtro solar:
O sol (e mesmo a iluminação artificial!!!) danificam a nossa pele e causam seu envelhecimento, por isso passem o filtro mesmo quando não forem sair de casa.
Use um filtro de pelo menos 30FSP. Escolha a marca de acordo com seu tipo de pele. Hoje estão disponíveis protetores em forma de gel, para as peles oleosas, tipo serum, para quem não gosta daquela testura pegajosa, etc. Só não pode deixar de passar!
Quer facilitar ainda mais sua vida? Escolha um creme hidratante que além da vitamina C tenha o fator de proteção, assim como o Active C UV, da La Roche-Posay, que escolhi.

4) Use algum ácido antes de dormir:
Depois dos 30 é essencial que a mulher complemente seu ritual de beleza utilizando pelo menos um tipo de ácido durante a noite, isso porque é o ácido que permitirá que as camadas de célula morta sejam removidas, diminuirá as rugas e a hiper-pigmentação, atenuará manchas e sardas e melhorará a aspereza.
O mais versátil e “pau pra toda obra” é o ácido retinóico, muito usado para tratamentos da acne. Esse ácido promove a renovação das células e estimula a formação de colágeno, proporcionando uma pele lisa e com menos manchas.
Devido a sua ação altamente abrasiva, recomenda-se que sempre seja usado mediante a indicação de um dermatologista, que após verificar seu tipo de pele indicará a concentração ideal.
As peles mais resistente e oleosas se beneficiarão de uma concentração mais elevada, enquanto as peles secas, finas e sensíveis (como a minha!) reagem melhor com concentrações baixas ou, até mesmo, com a aplicação em dias alternados, pois o ácido tem ação irritante.
O ácido retinóico torna a pele mais sensível, portanto após seu uso, o ideal é não expor a pele ao sol sem a proteção adequada, ou isso pode causar forte irritação na pele com descamação, vermelhidão e até mesmo o surgimento de manchas. Além disso, seu uso é contraindicado para que tem infecções ativas na pele ou portadores de rosácea.
Como em outras ocasiões em que fui ao dermatologista esse ácido já me havia sido indicado, achei que não haveria problema em compra-lo mesmo antes de minha próxima consulta. Apostei no creme Redermic R, da La Roche-Posay.

5) Cuidados no consultório:
Limpezas de pele (trimestrais para quem tem pele oleosa e semestrais para pele seca) também são recomendadas. Além disso, não deixe de fazer peeling pelo menos 1 vez ao ano se você passou dos 30. Com ele você alcançará resultados impossíveis de se alcançar com cremes.
O peeling realmente proporciona a renovação da pele, que fica lisinha e com um brilho de pele jovem. Fale com um bom dermatologista para que ele indique o melhor tipo de peeling para a sua pele, pois existem diversos tipos no mercado e alguns mais agressivos, se feitos sem indicação, podem detonar sua pele.
No inverno passado eu fiz o peeling de cristal e amei!!! O único inconveniente é que 2 dias depois minha pele ficou toda descamando, mas para compensar ficou maravilhosa por cerca de 1 mês.
Com certeza fazer novamente nesse inverno, só preciso esperar pela consulta para ver se farei o mesmo ou se a dermatologista me recomendará algum outro, já que minha pele deu uma detonada de um ano pra cá.

Minhas mais novas aquisições para cuidar da pele

Minhas mais novas aquisições para cuidar da pele


PARA O CORPO:

1) Hidrate:
Use hidratante diariamente (de preferência 2 vezes por dia).
Aposte no creme com uma textura que te agrade e para o seu tipo de pele. Gosta de cremes cheirosinhos? Ótimo, use-os! Mas lembre-se que normalmente os cremes mais cheirosos não são os que trarão os melhores resultados e, se sua pele for sensível, podem causar irritações.
Minha aposta foi no creme Intensive Body Care, da Neutrogena, por sua ação super hidratante, toque suave e preço econômico, afinal, é pra usar abundantemente e um creme muito caro seria inviável no longo prazo.
Foi pra neve, tomou sol demais ou fez qualquer coisa que ressecou a pele mais que o normal? Aí sim vale a pena apostar em algum creme mais específico, para restaurar a pele danificada.
Um creme muito bom, bem denso, que minha mãe que está com 60 anos e tem a pele bem ressaca usa é o Lipkar, da La Roche-Posay. Quando ela viaja ao exterior ela compra daqueles potões pra durar bastante. Vale a pena para quem precisa de hidratação extra.

2) Creme anti-celulite:
Quem não tem celulite não precisa, só com a hidratação basta. Mas se você é como eu e como a maioria da população que mesmo magra tem celulites, aposte num creme com alta concentração de cafeína. Não adianta creme de celulite que não tenha um mínimo de 5% de cafeína!
Escolhi o creme Cellu Destock Serum Flash, da Vichy, pois além de conter 6% de cafeína pura (e prometer resultados em 14 dias!), é fácil de aplicar e não deixa a pele melecada. A pele absorve o creme bem rapidinho e você pode se vestir em seguida. Daqui a 14 dias eu volto a escrever para contar o que achei, mas minha irmã já usa esse creme há bastante tempo e tem umas pernas e uma bunda de dar inveja a muita menininha (inclusive nessa que vos fala! Rssss).

3) Esfoliações semanais:
Pelo menos 1 vez por semana é bom dar uma esfoliada na pele para remover as células mortas e deixa-la mais brilhante, com mais viço.
Mesmo quem tem pele seca tem que ter esse cuidado.
A esfoliação nas pernas, por exemplo, também ajuda no processo de redução da celulite (digo processo pois tem que ser combinada com outros cuidados, obvio!) e na redução dos pelos encravados.
Além disso, quem tem o pé com a sola grossa e ressecada, consegue tirar muitos benefícios da esfoliação associada a hidratação com cremes específicos, como os de manteiga de Karité (eu uso o da L’Occitane).
Eu apostei no esfoliante de amêndoas Pate Delice, da L’Occitane, que como o próprio nome diz é uma DELÍCIA. Levinho, cheirosinho…hummmmm. E a pele fica com um toque super suave, pois ele esfolia e hidrata ao mesmo tempo.
Não quer gastar dinheiro? Faça o esfoliante em casa, misturando iogurte com amêndoas trituradas.

Cremes L'Occitaine

Para deixar os pés aveludados

4) Cuidados no consultório:
Hoje existe uma infinidade de tratamentos estéticos disponíveis, mas o VelaShape continua sendo um dos mais indicados para tratar gordura localizada e celulite. Já fiz 2 vezes o tratamento completo de Velashape, com as 10 sessões, e aviso: não é milagre e se você não cuidar da alimentação e não se exercitar, nem vale a pena.
Associando com hábitos saudáveis sim, deixa a pele mais bonita, mas tensa e uniforme.
Mas, por se tratar de um tratamento caro (como a maioria dos que realmente funcionam!) não são todas que podem se dar ao luxo de fazer. Para as que não podem, apostar na boa e velha drenagem linfática continua sendo a melhor opção.
A drenagem pode ser feita em clínicas ou até mesmo em casa. Se for para fazer em clínica, escolha uma clínica boa que não será tão barateira.
Muita clínica por aí faz uns pacotes super baratos, mas a drenagem é muito ruim. Fiz muito pacote nessas clínicas conhecidas, que fazem propaganda na TV, e sei que as massagistas muitas vezes nem tem curso específico. Conclusão? O barato sai caro.
Eu gosto bastante da drenagem da Clínica Oriental. A sessão custa mais de R$100, mas vale a pena. A cabine é individual e as massagistas entendem do assunto.
E se for para não gastar dinheiro, vá de drenagem caseira. Faça 5-10 minutos todos os dias ou reserve meia hora duas vezes por semana. Os movimentos são fáceis e hoje estão disponíveis na internet vários tutoriais de como fazer corretamente.

Com esses cuidados você com certeza conseguirá manter sua pele bonita por mais tempo, mas lembre-se: cada tipo de pele merece um cuidado diferente.
Se você tiver pele muito oleosa e com espinhas ou muito seca e irritada, deverá buscar cuidados adicionais para sanar esses problemas. Por isso, nada como fazer uma consulta com um dermatologista experiente (mesmo que caro!) para saber exatamente o que fazer.

Os benefícios dos BCAAs

14 Jun

BCAA é a abreviação de “Branch Chain Amino Acids” que significa “aminoácidos de cadeia ramificada”.Os BCAA’s constituem até 35% da massa muscular corporal e são indispensáveis para a manutenção e o crescimento dos músculos.

Porque precisamos de BCAA?

Durante o treino de musculação, principalmente para quem treina pesado, entramos em um estado altamente catabólico e se não dispormos dos nutrientes necessários para abastecer nosso organismo, o corpo passa a usar os aminoácidos presentes nos músculos para gerar energia, ocasionando a perda de massa muscular.

 Porém, ingerindo os BCAAs, conseguimos evitar esse processo de catabolismo. Isso porque a reposição dos estoques de aminoácidos ocorre antes que o corpo “ataque” os músculos.

Quanto devo ingerir de BCAA diariamente?

O consumo indicado para otimizar o crescimento muscular é de 4 a 8 gramas, antes e após a prática da atividade física: antes do treino para melhorar o desempenho e depois do tempo para recuperar o desgaste muscular mais rapidamente.

Efeitos colaterais:

Não existem efeitos colaterais ligados ao consumo dos BCAAs (ou pelo menos os mesmos nunca foram detectados).

Assim sendo, qualquer pessoa que deseja ganhar massa muscular ou aumentar a energia durante os treinos deve considerar a suplementação com BCAA sem medo de colaterais.

Comprando seu BCAA:

Existem várias marcas de BCAA disponíveis no mercado, e algumas são melhores que outras.
Normalmente os de marcas importadas são os melhores, mas também mais caros.

Recomendo o da TwinLab, que é bom e não é tão caro.
O frasco com 180 capsulas, que dá pra quase 1 mês (tomando 8 capsulas ao dia), sai por cerca de R$90.  

BCAA para a recuperação muscular

BCAA

Os 8 erros mais comuns de quem quer seguir uma dieta Low-Carb:

3 May

Dietas sem carboidratos

Hoje em dia me considero uma expert em dietas low-carb e acho que por isso meus amigos e conhecidos sempre vêm conversar comigo quando tentam começar esse tipo de dieta.

Infelizmente a maioria não consegue se adaptar à restrição de carboidratos e cai fora rapidinho. Pior ainda: tem gente que não tem coragem nem de começar a dieta, pois já sabe que vai fracassar.

Isso sempre me intrigou, mesmo porque eu nunca tive maiores problemas para cortar carbos, mesmo adorando pães, massas, frutas e afins.

Por isso resolvi ir mais a fundo e entender os motivos que levam as pessoas a fracassarem em uma dieta low carb.

Abaixo uma lista dos motivos que consegui constatar:

1) Falta de entendimento do que realmente é uma dieta low-carb

Muita gente associa a dieta low-carb a comer só carne o dia inteiro. Obviamente essas pessoas não leram o meu blog e não imaginam a variedade de alimentos que podem (e devem!) ingerir.

 Entender os princípios da dieta e porque ela funciona também é fundamental.

Como alguém vai se comprometer com algo que parece não ter pé nem cabeça?

 Eu mesma estudei muito esse tipo de dieta antes de cortar meu pãozinho no café da manhã e garanto que quem não “compra a idéia” não consegue seguir esse tipo de dieta.

 2) Desistir muito rápido

Existem muitos tipos de dieta low-carb, algumas mais radicais e outras menos.

Inclusive aqui no blog existem 2 delas bem explicadas: a Metabólica (super radical) e a Atkins (bem mais flexível).
Além delas, existe a dieta Dukan, a de South Beach, a do Baixo índice Glicêmico, entre outras.

 O correto é você testar as diferentes variações e ver qual é a mais apropriada para seu perfil.

 Infelizmente muita gente tenta apenas 1 tipo de abordagem low-carb, não gosta e desiste. 

Outro erro comum é querer se jogar de cabeça sem nunca ter seguido uma dieta low-carb antes. Comece apenas reduzindo a quantia de carbos que já ingere normalmente, de forma gradual.

 Reduzir 5 gramas de carbo por semana é uma maneira de se adaptar a nova dieta com menos sofrimento e menor chances de recaídas.

3) Falta de vegetais

Mesmo as dietas low-carb mais radicais permitem, e inclusive incentivam, o consumo de vegetais.

 Os vegetais, principalmente os verde-escuros, tomate e cebola, são super baixos em carbos e garantem que você consumirá as vitaminas das quais necessita.

 Eles também são ricos em fibras, o que acabará com o problema do intestino preso.

 Inclua então uma saladinha no almoço e outra na janta. Com certeza isso ajudará muito no progresso na dieta.

 Já no caso das frutas, as opções low-carb são mais restritas. As frutas vermelhas são a melhor pedida. Morango, amora e blueberry podem ser incluídas no café da manhã ou logo após a atividade física (onde uma dosinha extra de carbos é muito bem vinda!).

4) Falta de gordura

Se você se dispôs a fazer uma dieta low-carb deve estar preparado para aumentar o consumo de gorduras, afinal, toda a dinâmica da dieta está baseada nessa troca dos carbos pela gordura.

Muita gente tenta cortar carbos e gorduras ao mesmo tempo, o que não ajuda em nada os resultados. Pelo contrário: as gorduras ajudam na manutenção do apetite e sem elas você ficará extremamente com fome e seu metabolismo inevitavelmente ficará mais lento.

 Vale ressaltar que existem gorduras boas e que vc não precisará comer bacon, queijo amarelo e manteiga para respeitar a dieta.

 As gorduras mais indicadas são as dos queijos magros, azeite de oliva, a de peixes como o salmão e a de frutas como o abacate.

5) Comer muito

Algumas pessoas comentem o erro de achar que elas podem comer sem parar que irão emagrecer mesmo assim. Errado!

É verdade que nas dietas low-carb você não tem que contar calorias. Mas isso não significa que elas se tornam irrelevantes.

 O grande benefício das dietas low-carb é que elas diminuem o apetite, permitindo que comamos menos sem sentir fome, mas se comermos demais engordaremos.

6) Falta de Planejamento

O sucesso de qualquer dieta está no planejamento.

Durante nosso dia passamos por situações que nos incitam a voltar aos nossos antigos hábitos alimentares e sem planejamento é muito fácil cair em tentação.

 Por isso, sempre planeje seu cardápio do dia e carregue lanchinhos low-carb para onde você for.

 Nada sabotará mais a sua dieta que ficar com fome e não saber o que comer.

 Depois de um tempo na dieta, quando você já estiver adaptado, tudo será mais fácil e você não terá que se planejar tanto. Tudo será natural.

 7) Falta de atenção aos rótulos de produtos intitulados “low-carb”

Esteja ciente que barrinhas, sorvetes e outros petiscos que se dizem “low-carb” podem conter substâncias que vão prejudicar sua dieta, como o Malitol, um tipo de adoçante que tem quase o mesmo índice glicêmico que o açúcar.

 Quando comprar esse tipo de produto sempre busque os adoçados com Stevia ou Sucralose e mesmo assim não abuse!

8) Falta de exercícios

Muita gente pensa que só a dieta é suficiente para um processo de emagrecimento. Errado!

A atividade física acelera (e muito!!!) o emagrecimento e o mais importante: auxilia no processo de manutenção do peso ideal.

Sem a atividade física você terá que comer menos e ficará com o metabolismo mais lento.

Além disso, a atividade física faz muito bem para a cabeça e auxilia no controle da ansiedade, motivo que leva a maioria de nós a enfiar o pé na jaca e atacar uma caixa de chocolates.

Novidades Low Carb

17 Jan

Hoje descobri 3 produtos hiperprotéicos deliciosos e que de quebra são Low Carb.
Vale a pena ter em casa para aqueles momentos de “fome de doce”.

Whey  Bar (Probiótica)

Preço: R$5
Calorias: 144
Proteínas: 16gr 
Carboidratos: 9,9 gr

Ultimate Flurry (Ansi)
Preço: R$12
Calorias: 340
Proteínas: 32gr
Carboidratos: 36gr dos quais apenas 8gr são efetivos (os chamados “Net Carbs”)

Power Pak Pudding (MHP)
Preço: R$15
Calorias: 190
Proteínas: 30gr
Carboidratos: 9gr (8 Net Carbs) 

Os produtos podem ser encontrados em lojas de suplementos. Os meus eu comprei na loja Nutra Fit do Shopping Market Place (São Paulo).

Bolinho de Linhaça Low Carb

5 Jan

Como comecei a dieta de Atkins ontem, já fui pesquisar várias receitas com baixíssimo carboidrato para superar as privações dos primeiros dias.

Felizmente encontrei algumas bem interessantes e fáceis de fazer. Uma delas é o Bolinho de Linhaça que fica pronto em meia horinha (contando os 20 minutos de forno que requer).

Linhaça: o carbo que não age como tal 

Você pode até estranhar um bolinho de linhaça ser “no carb”, já que teoricamente a linhaça tem muito carboidrato. Entretanto existem alimentos considerados carboidratos que quase não alteram os níveis de açúcar em nosso sangue (que é exatamente o que queremos evitar durante a dieta de Atkins).

Isso ocorre devido a quantidade de fibras contidas no alimento, que “neutralizam” os efeitos negativos dos carbos. Essa quantidade enorme de fibras também ajuda com um dos piores efeitos colaterais da fase de Indução do Atkins: o intestino preso.

A receita original foi adaptada por mim, pra ficar mais light e ao mesmo tempo mais saborosa. O bolinho fica com uma consistência muito boa, meio aeradinho mas com a casquinha mais durinha, e tem um gostinho doce que é como uma dádiva num mundo de carnes e queijos. ; ) 

RECEITA DE BOLINHO DE LINHAÇA

Ingredientes (para até 2 pessoas):
– 2 claras + 1 gema
– 1 colher de sopa bem cheia de óleo de coco
– 1 colher de sopa de água ¼ de xícara de farinha de linhaça
– 3 saquinhos de adoçante Linea
– ½ colher de chá de sal
– ½ colher de chá de canela em pó (ou um pouco mais se vc adorar canela)
– ½ colher de chá de fermento

Modo de preparo:
– Pré-aqueça o forno a 200°C
– Em uma vasilha junte todos os ingredientes “secos”
– Junte aos ingredientes secos os ovos, óleo de coco e água
– Deixe a mistura descansar por 2-3 minutos
– Unte uma forma de silicone ou anti-aderente com óleo de coco (sugiro aquelas formas de silicone que já vem com o formato de mini-bolinhos redondos). Não deixe que a massa tenha mais de 3,5cm de espessura para que o cozimento ocorra corretamente.
– Coloque a mistura na forma e leve ao forno por 20 minutos ou até vc perceber que está pronto (para testar vc pode enfiar uma faca dentro e a mesma não deve sair molhada ou com vestígios da massa).

A receita rende cerca de 9 porções pequenas (do tamanho de uma mini-esfiha dessas de aniversário), cada uma com:

  Gorduras totais: 5 gr
  Colesterol: 35mg
  Sódio: 17,9gr
  Carboidratos: 2,3gr
  Fibras: 1,8gr
  Proteínas: 2,4gr

ATKINS, minha dieta para 2012!

4 Jan

Nesse final de ano acabei ganhando 4 quilos, coisa que há muito tempo não me acontecia devido a minha rotina regrada de exercícios e dieta.

Foram muitos os fatores que contribuíram:
– Eu me casei no começo de dezembro e fiquei 20 dias viajando e comendo tudo o que eu tinha direito.
– Na semana que voltei de Lua de Mel já era o Natal e fui para a casa dos meus pais e minha mãe cozinhou absolutamente TUDO o que eu mais gosto (de mais calórico!).
– Pra completar, tive visitas na minha casa pro fim de ano e sempre haviam comidas gordas para agradar à todos e eu acabei comendo o que normalmente não comeria.

Junto com esses 4 quilos extras vieram: indisposição física, dores de cabeça, mal humor, sono conturbado e obviamente peso na consciência. Por isso decidi que é hora de optar por uma dieta mais regrada para acabar com esses quilos a mais e realmente começar o ano com tudo.

Optei pela dieta de Atkins, pois já tenho um histórico positivo com dietas de restrição de carboidratos e sei que realmente funcionam. Além disso, a dieta Atkins é dividida em fases, sendo que a última fase (quando vc já atingiu o peso desejado) você volta a comer praticamente tudo, ou seja, pode ser seguida pra sempre.

Se você também “se ferrou” no fim de ano e precisa emagrecer, junte-se a mim! A dieta consiste em 4 fases, sendo que a mais rígida dura no máximo 2 semanas (tudo vai depender do total de quilos a perder) e a mais leve pode ser levada por toda a vida já que permite que todos os grupos alimentares sejam ingeridos.

Entendendo a dieta Atkins:
De acordo com o falecido Dr. Atkins, tudo se resume em limitar o consumo de carboidratos. Carboidratos são as comidas que contêm farinha branca e açúcar refinado. Em outras palavras, a maioria das comidas industrializadas que comemos, tais como massa, pão e cereal é rica em carboidratos.
De acordo com o princípio mais importante da dieta Atkins, ao limitar a ingestão de carboidratos em um processo de quatro fases, o corpo é forçado a queimar a gordura armazenada ao invés dos carboidratos para obter energia.

As quatro fases de Atkins:
A dieta Atkins consiste em um plano de quatro fases. Os alimentos que você come variam conforme a fase que você está e conforme seu próprio metabolismo. As quatro fase da dieta Atkins incluem:

1. Introdução – esta é a primeira fase da dieta Atkins. Ela também é considerada a fase mais restritiva. Em outras palavras, a primeira fase permite a ingestão de pouco ou nenhum carboidrato. A limitação é de apenas 20 gramas por dia. Os carboidratos permitidos são as saladas e outros vegetais, exceto tubérculos.

2. Perda de peso – a segunda fase permite adicionar alguns carboidratos na dieta. Nesta fase, os carboidratos são aumentados para 25 gramas por dia. A cada semana aumenta-se em 5 gramas o número de carboidratos ingeridos. Então, na segunda semana da segunda fase temos 30 gramas de carboidratos. Na terceira, é permitido consumir 35 gramas e assim por diante. Você continua aumentando lentamente a quantidade de carboidratos, até que o seu corpo pare de perder peso. Quando isso acontece, você subtrai 5 gramas de carboidratos do consumo diário. Este nível permitirá a manutenção do peso.

3. Pré-manutenção – nesta fase, você passa da fase de perda de peso para a fase de manutenção. Você pode aumentar a sua margem de carboidrato em 10 gramas por semana até chegar no nível de consumo que não te faça nem perder nem ganhar peso.

4. Período de manutenção – Agora que você já sabe quanto de carboidrato pode comer para manter o peso, você pode selecionar uma ampla variedade de alimentos desde que se mantenha no limiar de carboidratos adequado para seu corpo.

Nesse post focarei apenas nos detalhes referentes a Fase 1. Nos posts seguintes colocarei mais informações detalhadas sobre as outras fases.

FASE 1 – Indução:

Você pode comer:

– Carnes: Todas! Carne de vaca, peixe, peru, frango, pato….. Apenas evite embutidos, pois podem conter carboidratos misturados com a carne.
– Gorduras: manteiga, óleos vegetais, creme de leite, queijos na sua versão normal (os queijos light podem conter carboidratos)
– Vegetais: folhas verdes (alface, couve, espinafre, acelga, rúcula) – Legumes: brócolis, couve-flor, vagem (excluindo tubérculos).
– Leite de soja e de amêndoas
– Tofú
– Ovos
– Whey Protein Isolado (sem carbos)
– Produtos Atkins aprovados para a Fase 1

Você não pode comer: frutas, pão, massas, grãos, tubérculos, doces e derivados do leite que não sejam os queijos.
Nessa fase também é proibido comer oleaginosas (amendoim, nozes, castanhas, etc)

Regras para a fase de Indução:
– Faça 3 refeições grandes ao dia ou então 6 mini-refeições. Nunca pule uma refeição ou fique mais de 4 horas sem comer.
– O limite de consumo de carboidratos é de 20 gramas por dia, entretanto você poderá subtrair as fibras do total de carboidratos. Por isso aconselho o uso de um programa de calculo nutricional para a dieta. Um bom exemplo é o “My fitness pal” 
– Das 20 grams de carbo que podem ser ingeridos, 12 a 15 gramas devem ser provenientes dos legumes e vegetais, garantindo que a dieta fornecerá ao indivíduo as vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do corpo. Para ingerir essa quantidade basta consumir 3-4 xícaras de alface ou 2 xícaras de legumes cozidos.
– Adoçante também tem carbo, então limite sua ingestão a 3 saquinhos de Stevia (ou 3 chicletes com xilitol ou 1 lata de refrigerante light). – Prefira temperar sua salada com azeite e vinagre branco. O Balsâmico tem o dobro de carboidratos. – Evite tomar muito café pois ele faz com que seu corpo clame por açúcar.
– Se a falta de carbos te deixar com a intestino preso, beba todos os dias a mistura de uma colher de Psyllium com 200ml de água.
– Para garantir que não te faltarão nutrientes, ingira uma cápsula de multivitamínico (Centrum) todos os dias.
– Beba 2 litros de água por dia pois a grande quantidade de proteínas da dieta podem sobrecarregar seus rins e fígado e a hidratação constante é essencial.

O que esperar da Fase de Indução?
Durante os primeiros dias de dieta você sentirá muita falta de açúcar e cafeína, já que essas substâncias demoram de 3 a 7 dias para sair de nosso organismo.

Durante esse período é normal ter dores de cabeça, problemas estomacais, canseira e cãibras musculares. Depois de passado esse período sua energia aumentará e você terá disposição como nunca.

Quando a perda de peso, dá pra emagrecer até 5 quilos por semana. Tudo dependerá do seu metabolismo e de quantos quilos você realmente tem que perder.

Agora é só começar a dieta e acompanhar os resultados.
Na semana que vem postarei meus primeiros resultados e as informações referentes a Fase 2 da dieta.

Boa sorte!!!

A importância das Proteínas em uma dieta, seja ela qual for!

29 Jul

Quais os benefícios de uma dieta rica em proteínas?

Qualquer pessoa que esteja em um processo de perda de peso, perda de gordura corporal, aumento de massa muscular ou que simplesmente queira viver bem e ter um corpo legal, não pode deixar de incluir as proteínas na dieta.

Motivos não faltam, abaixo apenas uma amostra dos que considerei mais importantes:

1)As proteínas são responsáveis pela reparação dos nossos músculos, pele, tendões e ligamentos, cabelo, olhos e outros tecidos. Sem ela nossa musculatura fica débil, nossa pele flácida, o cabelo feio e além disso, o risco de contusões aumenta.

2)Sem ela, seu corpo fica carente de enzimas e hormônios que influem no metabolismo. Uma ingestão de proteínas adequada deixará seu metabolismo mais acelerado, o que garante um maior gasto calórico em repouso.

3)A ingestão de proteínas ao longo do dia ajuda no controle do apetite. Isso porque uma refeição rica em proteínas demora muito mais para ser digerida que um prato de massa, te deixando saciada por muito mais tempo.

Quanto devo consumir de proteína diariamente?

Isso vai depender dos seus objetivos e do nível das suas atividades físicas.

Se vc não malha, ou só dá aquela caminhadinha de vez em quando, não precisa fazer muitos cálculos.
Apenas insira uma fonte de proteína nas principais refeições (incluindo café da manhã!), sendo uma delas preferencialmente de origem animal (carne, frango, peixe, etc).

Se você malha, seu controle da ingestão de proteínas deve ser mais rígido.
Segundo os nutricionistas consultados(*), a ingestão deve ir de 1 a 2gr de proteína por quilo do seu peso.
Se você treina pesado e não tem problemas nos rins, aposte nas 2gr por quilo.
Se não faz mais que 3 treinos de musculação na semana ou tem problemas nos rins, ingira 1gr por quilo.
Eu por exemplo, que peso 50kg, ingiro cerca de 80gr de proteínas diárias.

Saiba escolher sua proteína:

Seu corpo precisa diferentes tipos de proteínas para diferentes tipos de necessidade.
Existem tanto as proteínas “não essencial”, que são formadas por aminoácidos produzidos pelo nosso próprio corpo e que por isso não precisamos ingeri-las através de alimentos, como as “essências”, que são aminoácidos não produzidos pelo corpo e que precisamos ingerir através da alimentação.

A maneira mais fácil de ingerir uma quantidade elevada de proteínas é através das carnes (vermelhas, frango, peru, peixe).
Uma carne cozida é formada por 15-40% de proteína completa, ou seja, que contém todos os aminoácidos essenciais.
Mantenha-se nos cortes mais magros e faça dela sua melhor amiga.

Os ovos e laticínio também são ricos em proteínas e são ótimas opções para lanches e café da manhã. Dica: um omelete no café de manhã fará com que você demore muito mais para ter fome.

Alguns legumes, oleaginosas e grão também são ricos em proteínas, porém proteínas incompletas. Isso quer dizer que não suprem todas as necessidades e não devem ser a única fonte de proteínas de uma dieta.
Agora se você é vegetariano e não pode comer carne, ou então é um malhador de não consegue ingerir a quantidade suficiente de proteínas através da alimentação, aposte nos suplementos.
Se bem utilizados, os suplementos podem fazer milagres. Infelizmente muita gente usa sem entender como, quando e porque, e não tiram todo o proveito que poderiam. Isso quando não exageram na dose e acabam sobrecarregando os rins.
A seguir explicações valiosas para que você não gaste dinheiro a toa e nem comprometa a sua saúde com suplementos.

Tipos de suplementos protéicos mais conhecidos e utilizados:

WHEY PROTEIN:

O Whey com o qual já estamos tão habituados, nada mais é que a proteína do soro do leite.

Sua grande vantagem como suplemento protéico é a velocidade com que o corpo o absorve, levando aos músculos as proteínas necessárias após o desgaste pelos exercícios físicos. Ou seja: é o suplemento ideal para o pós-treino.

fazendo deles o melhor suplemento pós-treino no mercado.
Se a Whey for 100% isolada e hidrolisada, ou seja, se não houver aporte de carboidratos, gorduras e outras substâncias no suplemento, a absorção é ainda mais rápida
Além disso, as proteínas do soro do leite também contribuem na regularização nos níveis de glicose no sangue e provocam a saciedade, uma combinação que facilita a quebra e inibe a formação de gordura.

Whey Protein Isolado:
Uma variação da Whey Protein, geralmente com maior valor biológico e concentração. Muito recomendada logo após malhar/exercícios intensos.

CASEINA:

A caseína é a principal proteína do leite de vaca, que é formada quanto o leite coalha.

Embora não seja tão conhecida quanto o Whey Protein, a caseína é uma ótima fonte de aminoácidos que nosso corpo precisa para combater a perda de massa muscular e ajudar na formação de novos músculos.
Com uma incrível proporção de 20,5% de glutamina, a caseína se mostra tão boa quanto outras fontes mais conhecidas de proteína.

A caseína é uma ótima fonte de arginina, também conhecida como o aminoácido “percursor da liberação natural do hormônio do crescimento (hGH)”.

Também contém tirosina, que é um excelente estimulante do metabolismo e inibidor de apetite. Isso ocorre porque a tirosina é considerada o aminoácido da “animação”, que aumenta os níveis de sinais químicos estimulantes no cérebro e, portanto, gera uma sensação de satisfação geral e plenitude.

A caseína tem uma digestão mais lenta do que outras proteínas, demorando até 7 horas para ser digerida (contra 3 horas do Whey).
Isso faz com que seja o suplemento ideal para se tomar antes de dormir, pois evita a catabolização noturna.

Combinar Caseína com Whey também é muito benéfico na medida em que a absorção e a bio-disponibilidade de cada um deles ocorre em momentos distintos, o que faz com que essas fontes de proteína atuem de forma complementar. Essa combinação é encontrada em suplementos como o Muscle Milk, Synta-6, entre outros, que são ótimos suplementos pré-treino.

ALBUMINA:

A albumina é a proteína derivada da clara de ovo desidratada e pasteurizada.

Assim como a Caseína, a albumina possui uma média/lenta absorção, ou seja, demora um tempo maior para que sua síntese ocorra dentro do corpo e por isso é recomendada no desjejum e logo antes de dormir.

A grande vantagem da albumina é seu preço acessível e a desvantagem é que para muitos pode ser indigesta e formar gases.

Efeitos colaterais dos suplementos proteicos:

Embora os suplementos sejam fontes excelentes de proteínas, existem alguns efeitos colaterais:

•Whey protein concentrados podem causar alergias em pessoas que são intolerantes à lactose. Pessoas intolerantes à lactose devem escolher suplementos isolados, que normalmente contém menos de 0,1 grama de lactose por colher de sopa.
•Quantidades elevadas de proteínas podem afetar as funções renais.
•Altas doses de proteína também podem exercer uma insuportável pressão sobre o fígado. Também pode causar
o aumento na perda do cálcio através a urina, aumentando assim o risco de osteoporose.

É aconselhável consultar um nutricionista antes de introduzir um suplemento de proteína em sua dieta e nunca se esqueça que um suplemento nunca poderá substituir a alimentação natural. A boa dieta, balanceada e rica em todos os tipos de alimentos, ainda é a melhor maneira para manter a saúde e garantir um super shape!

Relato de tratamento estético: Carboxiterapia (Parte 4 de 4)

4 Jul

A hora da verdade…

Depois de completadas as minhas 10 sessões de carboxi, finalmente posso divulgar os resultados desse primeiro relato de tratamento estético do SuperShape.

Apenas gostaria de frisar que o tratamento foi efetuado em uma clinica estética conceituada e por profissionais habilitados, o que colabora para um melhor resultado e influi nos níveis de segurança do procedimento.

aqui vão os resultados*:

Depois de 10 sessões:
– A celulite diminuiu em uns 20-25%
– A textura da pele ficou visivelmente mais macia e regular
– Não houve perda de medidas

Depois de 10 dias do fim do tratamento:
– Boa parte da celulite voltou

O que posso concluir com os resultados é que o tratamento vale sim a pena, entretanto sessões de manutenção serão necessárias para que os resultados sejam mantidos.
Ou seja: ou você tem dinheiro para comprar uns 4 pacotes de 10 sessões ao ano ou é melhor nem fazer**.

Caso você tenha alguma dúvida sobre o tratamento ou queira indicações de boas clínicas que realizam a técnica, escreva a nosso e-mail ou deixe aqui seu comentário.

……………………………………………………………………………………………..

*Durante o tratamento mantive uma rotina de exercícios de uma hora e meia diária, 5 ou 6 vezes por semana, e uma dieta de aproximadamente 1.300 calorias diárias (subindo até as 1.800 nos sábados e domingos).
**O valor de cada sessão foi de R$90 reais (no pacote com 10 sessões).

Relato de tratamento estético: Carboxiterapia (Parte 3 de 4)

26 May

Na metade do tratamento e contente com os resultados

Conforme o prometido, volto para relatar os resultados da carboxi na metade do tratamento.

Antes de dizer qualquer coisa quero informar que as sessões que havia comprado por um desses tão famosos sites de desconto foram uma verdadeira decepção. A clinica era longe, as esteticistas sem o menor nível e a carboxi durava 5 minutos! Tava na cara que elas não sabiam o que estavam fazendo. Conclusão: acabei comprando um pacote numa clinica séria, pagando R$90 pela sessão (que dura 20-25 minutos).

Logo depois da terceira sessão nessa nova clínica já senti as primeiras diferenças. A pele estava mais uniforme, com menos ondulações.
Depois da quinta sessão, que fiz na terça-feira dessa mesma semana, a pele já apresentava uma textura totalmente diferente, com se eu tivesse acabado de passar um creme hidratante. Super macia!

As celulites mais aparentes já ficaram mais discretas e com certeza eu perdi um pouco de medida, mas não posso garantir que a perda de medidas é culpa da carboxi já que em paralelo estou fazendo dieta metabólica, caprichando no treino e fazendo drenagem.

Hoje tenho a sexta sessão e acho que a cada nova sessão os resultados serão mais visíveis. A médica que faz minhas aplicações comentou comigo que a carboxi é o tratamento onde eles mais vêm resultados positivos e que por isso a procura é cada vez maior. Segundo ela, depois da 7° sessão é muito difícil quem não veja os resultados.

Mas se você ainda não se convenceu de que o tratamento realmente funciona e tem medo de jogar dinheiro no lixo, espere mais um pouco que eu postarei o resultado final, depois de 10 sessões. E lembre-se: não arrisque comprar pacotes em sites de desconto, pois no final das contas o barato pode sair caro e você ficar mais frustrada ainda.