Frutas: Amigas ou Inimigas?

26 Sep
Frutas na dieta

Se você é como eu que sempre busca informação sobre dietas na internet, já deve ter se deparado vários tipos de opiniões sobre a inclusão de frutas na dieta.
Então no que acreditar?

 Não acredito que exista um alimento 100% bom ou 100% ruim. Até o açúcar, que é ruim em 99% dos casos, pode se tornar bom logo após um treino pesado quando você tem que recuperar suas energias rapidamente.

O mesmo vale para as frutas: estão lotadas de vitaminas e anti-oxidantes, mas ao mesmo tempo contém frutose, cujo efeito no metabolismo é parecido ao do açúcar.

Pesquisando em diversos sites americanos, descobri uma série de benefícios e malefícios das frutas que podem ajudar a elucidar esse dilema.

 Pontos positivos:
– São ricas em vitaminas, o que ajuda no sistema imunológico e evita que você tenha certos tipos de doença,
– São ricas em anti-oxidantes, prevenindo o envelhecimento precoce, reduzindo a pressão arterial e amenizando os efeitos do stress,
– São ricas em fibras, que ajudarão seu intestino a funcionar melhor.

Pontos negativos:
– São carregadas carboidratos em forma de frutose, que é um açúcar simples.

Vendo dessa forma podemos pensar que os benefícios superam os malefícios, correto?

O problema é que os açucares são digeridos muito rapidamente pelo organismo, provocando uma rápida geração de energia e obrigando seu pâncreas a produzir insulina para remover o excesso de açúcar do sangue.

Com a insulina em ação, seus níveis de açúcar acabam abaixando e é aí que te dá mais vontade ainda de comer doce, gerando um verdadeiro “ciclo da gula”.

Enquanto esse ciclo continua, seu pâncreas segue secretando insulina e para piorar, reduz a produção de glucagon, que é o único hormônio que permite que liberemos gordura corporal para que esta seja utilizada como energia pelo corpo.

Voltou a ter dúvidas?  Então use o bom senso!
Não abdique de vez das frutas, mas busque ingerir apenas as com menor índice glicêmico e maior quantidade de fibras (frutas vermelhas, abacate, tomate, limão e maça) e em momentos-chave do dia, como no pré e pós-treino.

Outra dica que pode funcionar é ingerir a fruta depois ou mesmo junto com outro alimento de digestão muito lenta, para contrabalancear seu efeito na produção de insulina. Ex: amêndoas, iogurte, aveia.

E para te ajudar, finalizo com uma lista das frutas de acordo com seu teor de açúcar.
Prefira sempre as primeiras da lista!

Frutas com pouquíssimo açúcar (dá pra comer mais de 1X ao dia)
– Limão,
– Frutas vermelhas: amora, framboesa, morango e blueberry.

Frutas com pouco açúcar
(comer 1 ao dia)
– Melão
– Papaia
– Melancia
– Pessego
– Nectarina
– Maça
– Grapefruit

 Frutas com teor médio-alto de açúcar (comer de vez em quando, depois da atividade física)
– Ameixa
– Laranja
– Pêra
– Abacaxi

Frutas com teor médio-alto de açúcar (evitar)
– Tangerina
– Cereja
– Maga
– Figo
– Banana
– Uva
– Frutas secas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: