Dieta Metabólica (Parte II)

14 Jan

Testada e aprovada

Apesar de parecer uma dieta um pouco estranha e muito restritiva, eu fiz e aprovei!

Não vou dizer que foi mole porque não foi. Nos primeiros 2 dias não sabia muito bem o que comer, pois tudo tem carboidrato “escondido”. Salada tem carbo, fruta tem carbo e até os queijos nas versões mais light tem carbo. Por isso, com medo de errar, acabei ingerindo só os alimentos mais convencionais para este tipo de dieta: carne, ovo e queijos gordos. Nem preciso falar que foi um horror.

A partir do 3° dia, depois de pesquisar os alimentos com baixo teor de carboidratos, comecei a me virar melhor e o cardápio ficou um pouco mais variado. Descobri a maravilha da manteiga de amendoim, que matava minha compulsão por doces, e comecei criar receitas à base de clara de ovo para comer de noite, quando me batia aquela fominha.

No 5° dia já sentia que a mudança metabólica havia sido alcançada. Dei uma secada violenta e meu abdômen ficou super definido. Já não sentia qualquer vontade de comer pão pela manhã ou mesmo aquele docinho depois do almoço. E foi assim até o final dos 12 primeiros dias.

Lógico que no primeiro sábado de carga eu fiquei que nem cachorro louco. Comi cereal, tomei meu whey com leite de vaca (estava só usando leite de soja), fui a um restaurante italiano…
A comilança só não foi maior porque seguia controlando minha ingestão calórica, afinal, a recarga é de carbos e não de calorias.

Daí pra frente foi fácil. Durante a semana penava um pouco pela falta de opção para os lanchinhos (comia queijo babybell e amêndoas todos os dias), mas sabia que no sábado me deliciaria sem peso na consciência.

Depois de 1 mês de dieta – o tempo que eu me havia proposto a segui-la – meu corpo era outro. O ponteiro da balança nem se moveu, mas em compensação perdi 3,5% de gordura corporal. O abdômen ficou chapado. Sequinho, sequinho…
Minha ingestão calórica foi acima do que o de costume durante esse mês, mas como a proteína predominava no cardápio acabei construindo músculos em vez de engordar.

Mas atenção!

Felizmente não sofri com nenhum “colateral” durante a dieta, mas isso não significa que eles não existam.

Por isso antes de correr para o açougue e comprar quilos de carne, saiba que ela apresenta alguns inconvenientes:

1. O cérebro, assim como o restante dos órgãos de nosso corpo, adora carboidratos. Sem carbos ele não vai parar de funcionar, mas você pode ficar meio dispersivo.

2. Apesar da maioria de seus seguidores serem halterofilistas e malhadores de carteirinha, a dieta pode causar queda de performance na academia.

3. Pode causar mau hálito (causado pela Cetose).

4. Pode deixar seu intestino preguiçoso já que é difícil consumir a quantidade adequada de fibras.

5. A ingestão indiscriminada de gordura saturada pode aumentar seu colesterol. Se você já tem colesterol alto, passe longe dessa dieta!

! Lembre-se: Antes de começar qualquer dieta consulte um nutricionista. Ele saberá indicar a maneira mais saudável de atingir seus objetivos.

5 Responses to “Dieta Metabólica (Parte II)”

  1. Janaina January 14, 2011 at 12:29 pm #

    Adorei a ideia, Paulinha. Não sou nada disciplinada, mas vou tentar fazer a dieta. O meu único problema é que não sou muito chegada em manteiga de amendoim…Mas, o que a gente não faz pela promessa de uma barriga sequinha?!
    Parabéns pelo blog, tá demais!
    Bjos,
    Jana

    • supershape January 14, 2011 at 4:53 pm #

      Espera para ver a parte 3 do post, que vou inserir logo mais com as dicas de cardápio.
      Manteiga de amendoim é uma das opções, mas existem mtas outras…
      Eu mesma estou pensando em voltar a fazer a dieta lá pra fevereiro/março. Sinal que ela não é tão ruim! ; )

  2. Alan Guimarães March 19, 2013 at 1:05 am #

    Galera, sei que não tem muito haver com a matéria, mas eu comprei um produto no site America Supps (www.americasupps.com.br) tem dois dias e não chegou ainda.
    Alguém ai já comprou lá? Sabe se é confiável?

  3. Jader Schiavoni August 23, 2013 at 7:33 pm #

    Por quanto tempo você se manteve nessa dieta?
    Somente um mês?
    Qual era o seu Body Fat?
    Adorei a matéria
    Abraços e Sucesso

    Jader

    • supershape August 31, 2013 at 1:29 pm #

      Olá Jader,

      Fiz a dieta 3 vezes, por 1 mês cada vez.

      Em todas meu porcentual de gordura estava na faixa dos 19 a 21% e depois da dieta baixou para a faixa doa 15-16%, que para as mulheres é bem baixa.

      Olha, a dieta realmente seca. O unico porem é que o auto-controle depois deve ser bem maior, se não os ganhos vão embora rapidamente com a re-introdução do carbo na dieta.

      Bj e continue seguindo os posts. Na semana que vem vou fazer um teste interessante: farei por 1 mês uma dieta totalmente funcional, sem aditivos ou conservantes, e quero ver como o resultado se compara a uma dieta sem carbos, por exemplo. A nutricionista falou que vou me surpreender. Será?

      Abs e bom fim de semana!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: