Diário Alimentar: Vale à pena ter um!

12 Jan

Quem acha que manter um diário para acompanhar a dieta é coisa de mulher anoréxica está muito enganado!

Considerado por muitos um símbolo da bitolação, esse recurso vem sendo utilizado cada vez mais por pessoas “normais”.

Primeiro porque um diário alimentar não precisa rastrear apenas as calorias dos alimentos, ele pode ir muito além. Pode indicar se o indivíduo está ingerindo a quantidade de vitaminas recomendadas ou mesmo avaliar se seu consumo de proteínas é adequado ao tipo de atividade física realizada.

Tenho diário há muito tempo e confesso que comecei para contar calorias. Ainda estávamos nos anos 90 e o padrão de beleza era totalmente diferente, não se falava em saúde e sim em magreza. O jeito era ficar nas 800 calorias diárias e rezar pra não desmaiar no meio da rua.

Hoje o cenário é bastante diferente. A saúde vem em 1° lugar e a forma física segue atrás. De “calculadora de calorias” o diário virou um relatório médico, que nos diz exatamente o que comer e o que não comer para que atinjamos uma infinidade de objetivos diferentes.

E se você não se anima a começar um diário porque acha que vai perder muito tempo, aqui vai uma boa notícia: existem centenas de sites na internet que fazem isso por você, gratuitamente!

Um site que sempre recomendo aos meus amigos é o www.myfitnesspal.com.
Você insere o alimento consumido e o site calcula todo o resto. É pratico rápido e divertido.
Fora que dá pra calcular o gasto calórico com as atividades físicas, customizar a quantidade de carboidratos que você quer ingerir no dia (ideal para os fãs das dietas Low Carb) e acompanhar seu progresso ao longo do tempo, por meio de gráficos.

Se você não tem acesso fácil à internet e prefere a versão tradicional do diário, já existe no mercado cadernos específicos para esse propósito, com tabelas pré-desenhadas para a inserção das informações. No ano passado comprei um bem legalzinho chamado Diet Minder, na loja GNC de Miami Beach. Se você não vai passar por lá nas suas férias, poderá comprá-lo também pela internet na Amazon.com. Outras informações também estão disponíveis no site do fabricante: http://www.memoryminder.com/.

É claro que não podemos transformar esse controle saudável em uma obsessão. O mais indicado seria utilizar o diário esporadicamente, em fases específicas. Ele é legal para ajudar os iniciantes na reeducação alimentar, para que atletas atinjam resultados muito específicos ou se preparem para competições ou mesmo para identificar as causas de certas doenças e distúrbios. Você já parou para pensar que sua dor de cabeça pode estar relacionada ao queijo que você anda ingerindo?

Agora, se você já se alimenta bem e tem controle sobre o que ingere, faça como eu: utilize o diário apenas quando sentir que está deixando a peteca cair ou quando resolver radicalizar na musculação e aumentar 3cm de coxa em 1 mês.

2 Responses to “Diário Alimentar: Vale à pena ter um!”

  1. windylux January 13, 2011 at 1:27 pm #

    Estava a pensar em usar a minha agenda normal!!!!

    • supershape January 13, 2011 at 5:37 pm #

      E porque não?
      Escrever no bloco de notas do celular também é uma opção, assim você terá o diário sempre à mãos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: